segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

KARL MARX E A HISTÓRIA DA EXPLORAÇÃO DO HOMEM.




“A burguesia rompeu os muitos laços feudais que atavam os homens aos seus “superiores naturais” e não deixou outro laço entre o homem e o homem se não o do interesse nu e cru, senão o do bruto pagamento em dinheiro. Afogou os êxtases celestiais do fanatismo devoto, do entusiasmo cavalheiresco e do sentimentalismo falisteu na água gelada do calculo egoísta. [...] A burguesia despiu o halo de todas as profissões até então honradas e encaradas com referente admiração.
[...] A burguesia arrancou da família seu véu sentimental e transformou a relação familiar numa relação puramente financeira. [...] No lugar da exploração velada por ilusões religiosas e políticas, ela pôs a exploração aberta, imprudente, direta e nua.”
MARX e ENGELS, Manifesto do Partido Comunista.

Karl Marx (1818-1883) nasceu na cidade de Treves, na Alemanha. Em 1836, matriculou-se na universidade de Berlim, doutorando-se em filosofia em lena. Mudou-se em 1842 para Paris, onde conheceu Friedrich Engels, seu companheiro de idéias e publicações por toda vida. Expulso da França em 1845, foi para Bruxelas onde participou da recém fundada Liga dos Comunistas. Em 1848 escreveu com Engels O manifesto do Parido Comunista, obra fundadora do marxismo. Suas principais obras foram: manuscritos econômico-filosóficos, O 18 brumário de Napoleão Bonaparte, O capital, A ideologia alemã, miséria da filosofia.
Com o objetivo de entender o capitalismo Marx produziu obras de filosofia, economia e sociologia. Sua intenção, porém, não era apenas contribuir para o desenvolvimento da ciência, mas propor uma ampla transformação política, econômica e social.
Se a preocupação básica do positivismo foi com a manutenção e a preservação da ordem capitalista, é o pensamento marxista que procurará realizar uma crítica radical a esse tipo histórico de sociedade, colocando em evidência os seus antagonismos e contradições. É a partir de sua perspectiva teórica que a sociedade capitalista passa a ser analisada como um acontecimento transitório. O aparecimento de uma classe revolucionária na sociedade - o proletariado - cria as condições para o surgimento de uma nova teoria crítica da sociedade, que assume como tarefa teórica a explicação crítica da sociedade e como objetivo final a sua superação.





Questões:
01- Pela visão marxista, uma sociedade deve ser analisada a partir de qual ponto de vista?
02- Diferencie infra-estrutura de Superestrutura.
03- Como Marx analisa o trabalho no Capitalismo?
04- Como se dá, para Marx as relações entre as classes sociais no capitalismo?
05- Para Marx como se resolveria as contradições entre proletários e burguesia?
06- Qual crítica Marx faz a sociedade burguesa?
07- Diferencie mais-valia absoluta de mais-valia relativa.
08- Como marx entendia classes sociais,você concorda com essa definição?Justifique sua resposta.
09- Qual a importância do conflito para a teoria marxista?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário